Saiba os cuidados básicos para se ter com a pele na juventude

Esteticista dá dicas de tratamentos e avisa que a limpeza é o cuidado fundamental

Texto: Redação Manequim

A recomendação é não cutucar a pele | <i>Crédito: Divulgação
A recomendação é não cutucar a pele | Crédito: Divulgação
É difícil dizer a idade certa para começar a cuidar da pele. Os cuidados com ela começam com a higiene, que por sua vez, acontecem assim que nascemos. Em relação aos tratamentos estéticos e técnicas de beleza, os jovens em idade de crescimento costumam procurar os consultórios ainda muito novos devido aos problemas, principalmente, com a acne. As primeiras alterações na pele são chamadas de lesões elementares da acne como os comedões (famosos cravos), pequenas pápulas (que são lesões chamadas pelos adolescentes de “bolinhas”) e pústulas (espinhas abertas e ativas), espinhas fechadas (nódulos). São elas que fazem cada vez mais os jovens buscarem tratamento.

A esteticista Maria de Fátima Lima Pereira conta que orienta os jovens a não “cutucarem” a pele, para não desencadearem lesões ou possíveis contaminações, além das cicatrizes. “Os mais novos também devem passar pela adequada higiene e uso pontual de produtos sob indicação, além de procurar um especialista experiente para determinar o êxito do tratamento. É importante destacar que a prescrição dermatológica é de extrema relevância nos casos de acne ativa e inflamatória, assim como a complementação dos cuidados com a pele por um profissional de estética habilitado”, afirma a profissional. 

A prevenção é fundamental e para isso é preciso cuidar da higiene. É importante lembrar nesses casos que, na maior parte deles, a acne terminará. Para peles mais maduras, a esteticista reforça que os cuidados devem ser constantes e diários, para que o efeito cumulativo dos produtos cosméticos ou de prescrição dermatológica atinjam os resultados desejados. 

As principais recomendações para o cuidado com a pele são: demaquilagem, higienização, esfoliação – uma ou no máximo duas vezes na semana, tonificação, aplicação do hidratante adequado e filtro solar.  Para peles secas, Fátima sugere a utilização de esfoliantes suaves, e em peles mistas e/ou oleosas, o uso do esfoliante duas vezes na semana. É recomendável ainda o descanso, já que um boa noite de sono repõe as energias e previne o envelhecimento, bem como uma alimentação balanceada.

O uso dos cremes anti-idade é recomendado para pessoas a partir dos 25 anos, porém, se a pele sofreu foto danos (muita exposição solar), ou foi malcuidada, a esteticista recomenda antecipar o seu uso, mas para isso é necessária uma orientação quanto à forma cosmética mais adequada, porque o uso indevido pode ser desencadeador de acne.

Para quem está começando agora a tratar da pele, é importante lembrar que existem muitas diferenças entre pelas secas e oleosas. Maria de Fátima conta que quem possui pele seca deve utilizar produtos para tentar repor a umidade que as glândulas sebáceas e sudoríparas não produzem, e por este motivo elas combinam mais com produtos em forma de creme, gel creme e emulsão cremosa. Do outro lado temos as peles oleosas que necessitam de um controle maior da produção de oleosidade, portanto o uso de géis, sérum, loções oil free são os mais indicados.

www.mfatima.com.br 
Facebook: https://www.facebook.com/esteticamfatimalimapereira/?fref=ts 
Instagram: mfatimalimapereira 

30/05/2017 - 09:47

Conecte-se

Revista Manequim