Beleza pós-verão: é hora de amenizar os prejuízos estéticos

Está na hora de correr atrás dos prejuízos deixados pelo verão. Nossa colunista, Luciana Maluf, fala do assunto

Luciana Maluf*, dermatologista e colunista de beleza

A hora é agora: cuidados com a beleza pós-verão | <i>Crédito: Shutterstock
A hora é agora: cuidados com a beleza pós-verão | Crédito: Shutterstock

 Os danos que os bons dias de sol deixaram pedem providências, afinal quem se lembrou de reforçar o filtro solar a cada duas horas? A água salgada, a piscina com cloro e outros itens que só o verão nos proporciona também geram resultados indesejados como pele e cabelos ressecados e desnutridos.

Pele: a mais prejudicada

Como sempre, a pele é a grande vítima do verão, e ela faz as suas reclamações de seu próprio jeito: acne em algumas áreas, ressecamento em outras, manchas e melasmas, micoses e outros probleminhas mais sérios, como herpes e até o câncer de pele podem aparecer depois desse período de exposição excessiva.

A probabilidade de adquirir novas manchas e melasmas é grande e as lesões pré-existentes ficam mais evidentes, pois o sol ativou a melanina. Cada minutinho de sol é contabilizado pelo nosso corpo, e as radiações UV alteram o DNA das células da pele, provocando linhas, rugas, descoloração, envelhecimento e, o pior - câncer. Produtos com clareadores tópicos, como a hidroquinona, podem ajudar. Há também os clareadores de uso oral.

Acne pós-verão

Mas, por que a acne, por exemplo, piora no verão? Embora o sol resseque a pele e, por isso, aparentemente ‘seca’ as espinhas, no final do verão o organismo faz o ‘rebote’ desse quadro, pois entende que o corpo está muito seco e precisa produzir mais sebo, nossa lubrificação natural de gordura, aumentando a oleosidade da pele, e entupindo os poros. Dependendo da gravidade do quadro, há necessidade de produtos secativos, hidratantes para pele oleosa e antibióticos tópicos e por via oral.

E os cabelos...

O couro cabeludo também fica bastante oleoso e pode produzir caspa e coceira. Maior queda dos fios também é comum. Produtos com ativos antifúngicos, anti-resíduos e anti-oleosidade ajudam nesta situação. Para os fios, que normalmente ficam ressecados, é necessário uma hidratação mais profunda que possa fazer o selamento das escamas de queratina, visando a recuperação do brilho e da maciez.

As áreas mais secas do corpo merecem cuidado extra com hidratantes mais intensos à base de vegetais e minerais. Sejam quais forem as consequências de nossas inconsequências de verão, o importante é não subestimar as nossas ousadias, pois não apenas a vaidade que está em jogo, mas problemas que podem ser significativos para a saúde como um todo. Faça uma análise sensata do seu corpo e não hesite em procurar seu dermatologista para examinar e diagnosticar precocemente quaisquer alterações na pele, orientar a conduta e direcionar um tratamento adequado.

 

29/03/2017 - 10:20

Conecte-se

Revista Manequim