Pós-parto: como cuidar da pele depois do nascimento do bebê

A gravidez pode provocar problemas de pele, como melasmas e estrias. A seguir, veja dicas e sugestões para evitá-los e corrigi-los

Texto: Luciana Maluf, dermatologista

Dicas e sugestões da dermatologista Luciana Maluf | <i>Crédito: Shutterstock
Dicas e sugestões da dermatologista Luciana Maluf | Crédito: Shutterstock

Depois da gravidez, não é só a vida que muda. A pele e o cabelo também. Parte dessas mudanças que afetam a pele se resolvem com o tempo e as que permanecem podem ser tratadas com medicamentos, cremes formulados ou procedimentos dermatológicos apropriados.  É que durante a gravidez, algumas áreas da pele podem sofrer um excesso de pigmentação, o que resulta em manchas escuras. Aproximadamente 90% das mulheres sofrem alguma hiperpigmentação, geralmente no contorno dos mamilos, sob as axilas ou nos genitais. A ‘linea nigra’ – uma linha escura que se estende do umbigo até a área púbica – costuma desaparecer completamente depois do parto.

É mais provável que o melasma apareça nas tonalidades de pele oliva, nas quais dificilmente ele desaparece após o parto. Produtos diurnos e noturnos com clareadores e antioxidantes mantêm um tratamento constante para inibição do escurecimento da mancha e auxilia no clareamento e uniformização da pele. Protetores solares com base tonalizante também são ótima opção, já que além do filtro físico e químico, camuflam as manchas e normalizam o tom da pele.

Durante a gravidez, os sinais de nascença podem ficar maiores ou mais escuros, mas costumam voltar à forma original depois do parto. Pequenos crescimentos de pele, fibromas moles e acrocórdons costumam aparecer no pescoço, sob os braços, sob a linha do sutiã e na virilha, mas podem ser removidos pelo dermatologista.

As estrias também são problemas recorrentes. Elas são mais comuns no abdômen, seios e coxas. Algumas medidas preventivas, como hidratação abundante, devem ser tomadas. Cremes formulados com vitamina E, óleos e componentes emolientes são ótimos aliados. A solução posterior ao aparecimento das estrias é o laser não ablativo com peelings, laser ablativo e microagulhamento com drug delivery.


24/08/2016 - 19:03

Conecte-se

Revista Manequim