Aprenda a fazer lingerie para amamentar

Tem ritual mais íntimo entre mãe e filho? O sutiã tem papel fundamental na missão de tornar esse momento descomplicado

Redação Manequim

Aprenda a fazer lingerie para amamentar | <i>Crédito: Rogério Pallatta
Aprenda a fazer lingerie para amamentar | Crédito: Rogério Pallatta
Costure com Manequim 
Máquinas industriais dão acabamento perfeito à roupa íntima. Em casa, esse objetivo se torna possível com uma versão que tenha a função ziquezague. E, claro, seguindo alguns conselhos básicos

Sentido do fio
Saber em qual direção o fio foi tramado e segui-lo na hora de cortar e costurar garante um bom caimento. Em malha ou em renda, assim como em tecidos planos, o sentido é paralelo à ourela. Nas rendas com bicos, o fio fica paralelo aos bicos. 

Corte e recorte 
Para cortar elastano, utilize sempre tesoura afiada. Se quiser cortar peças em maior escala, evite a máquina de corte a disco. Use máquina com faca bem amolada e lubrificada. Deixe o tecido descansando por 24 horas. Além disso, para ele não enrolar, coloque uma folha de papel a cada oito ou dez camadas de tecido. 

Agulha e linha
Para costurar elastano ou malha, use agulha fina, média e de ponta tipo bola. Costure com fios de náilon ou poliéster texturizado. 

Costura 
Comece a confecção logo após o corte, pois o manuseio exagerado pode causar enrolamento das peças. Mesmo sem máquina colarete ou overloque, você pode trabalhar com tecido de malha. Basta que sua máquina faça pontos zigue-zague. Eles são ideais para fazer bainhas e prender elásticos. 

Olho na folga 
O contorno do molde corresponde à linha onde a costura será feita. Portanto, é necessário acrescentar folgas tanto para as costuras quanto para as bainhas. Se você pretende confeccionar uma única peça, a folga poderá ser dada no próprio tecido. Já para fazer o modelo em escala, acrescente-a no molde de papel. 

Volume extra
Para aplicar bojo nos tops, o ideal é fazer os recortes necessários para introduzi-los, colocá-los com uma costura inicial e depois arrematar com pesponto. 

Medidas
Após escolher o ponto, ajuste-o, fazendo provas em retalhos do tecido até conseguir a melhor medida. Um número maior de pontos dá mais flexibilidade às costuras. Use pelo menos quatro pontos por centímetro. Reduza ao mínimo a tensão do fio. 

Correções 
Para evitar distorções no ponto ou costura ondulada, não estique o tecido durante a costura. Para ter flexibilidade nas costuras, faça um teste: costure uma peça de prova, estique-a ao máximo e veja se ela arrebenta. Caso isso ocorra, aumente o número de pontos por centímetro. Antes de costurar, alinhave as peças com pontos miúdos.

08/06/2017 - 14:08

Conecte-se

Revista Manequim