Como escolher a sua máquina de costura

Diante de tantas opções, é preciso ficar atenta ao que realmente é necessário. Praticidade, funções extras e durabilidade são algumas prioridades que definem um ótimo investimento. A seguir, conheça quais são os principais pontos a serem analisados antes da compra

Texto: Redação Manequim

Escolha qual a melhor para as suas necessidades | <i>Crédito: Shutterstock
Escolha qual a melhor para as suas necessidades | Crédito: Shutterstock
FÁCIL MANUSEIO
A escolha mais comum para quem está começando é uma máquina que tenha pelo menos costura reta e zigue-zague. Com ela, é possível fazer costuras básicas, acabamentos e ainda pregar botões e outros aviamentos.

ECONOMIA
Vai costurar o dia inteiro? Opte pelas mecânicas, que são mais resistentes do que as eletrônicas, não gastam energia e permitem ajustar manualmente a largura e o comprimento dos pontos.

ESPAÇO
Para quem não dispõe de uma área de trabalho muito grande, o melhor investimento é uma do tipo portátil e compacta. Os modelos com alça retrátil são fáceis de transportar.

VOLUME DE TRABALHO
Uma máquina doméstica pode ser usada todos os dias, mas o ideal é criar intervalos para não sobrecarregá-
la e revezar o trabalho na máquina com outras funções, como passar ou ajustar a roupa no manequim.

MÚLTIPLAS FUNÇÕES
A overloque é uma opção versátil. Ideal para peças de malha, ela também costura materiais planos e corta os excessos de tecido enquanto arremata.

DETALHES IMPORTANTES

POTÊNCIA: Antes de pisar no pedal, verifique se a voltagem da máquina e da tomada é a mesma. A fiação
110 V é mais fraca que a de 220 V, que queima facilmente e também custa o dobro para ser instalada.

MONITOR LCD: As máquinas equipadas com painéis digitais têm os motores controlados por computador,
armazenam centenas de opções de pontos e ainda avisam quando é preciso fazer algum reparo técnico.

KIT DE PEÇAS: Procure usar sempre linhas, agulhas e bobinas compatíveis com cada modelo.

19/09/2017 - 11:12

Conecte-se

Revista Manequim