Dez dicas para abrir um ateliê de costura

Está pensando em dar um passo à frente em relação aos negócios? Da pesquisa à prática, especialistas indicam quais são os pontos em que você precisa prestar mais atenção. Mãos à obra!

Texto: Redação Manequim

Pesquisa e divulgação são duas das principais armas para seu novo negócio | <i>Crédito: Shutterstock
Pesquisa e divulgação são duas das principais armas para seu novo negócio | Crédito: Shutterstock

1. PESQUISE
Faça um estudo de seus concorrentes e descubra como ofertam os produtos e serviços. Identifique oportunidades de negócios, para que você possa oferecer algo melhor ou diferente.

2. EQUIPE-SE
O ateliê vai precisar de maquinário industrial básico para confecção de diversos acabamentos, como máquina reta, overloque e galoneira.

3. CONTRATE ESPECIALISTAS
Os profissionais devem possuir conhecimento tanto na modelagem quanto na montagem e no acabamento. Na hora de recrutá-los, anúncios na internet funcionam bem. Lembre-se: terceirizar algumas partes da produção, como bordados e pedrarias, pode ser mais vantajoso.

4. ORGANIZE-SE
O planejamento financeiro do ateliê deve registrar entradas, saídas e investimentos. Controle todas as compras, gerencie estoques e avalie o melhor momento de investir em materiais e equipamento. Contrate um bom contador especialista em regulamentações, impostos e outros detalhes burocráticos. Realize a abertura do seu CNPJ.

5. BUSQUE FORNECEDORES
Tenha um cadastro para compra de tecidos e aviamentos, com preços atualizados. Assim você ganha agilidade e poupa dinheiro. Planeje a aquisição de material conforme a necessidade.

6. INVISTA NA IMAGEM
Cerca de 50% dos novos clientes são atraídos pela fachada, então use-a como recurso. Monte uma recepção com exemplos do seu trabalho, informações de moda e amostras de tecidos, aviamentos e bordados. É importante ficar antenada nas tendências para atender melhor seus clientes: crie um acervo para se atualizar.

7. REGISTRE E DIVULGUE
Fotografe o antes e o depois de cada trabalho. Divulgue seus serviços destacando os diferenciais. Faça parcerias com estabelecimentos próximos e mantenha suas informações na internet atualizadas. Antes de fazer propaganda, certifique-se de que você é capaz de atender à demanda que surgirá.

8. APRIMORE O ATENDIMENTO
Dê atenção especial à satisfação do cliente: cumpra os prazos à risca. Para tanto, o ateliê deve estar sempre organizado, por isso, estipule rotinas internas como o controle de pedidos e de matéria-prima, a manutenção dos materiais e equipamentos etc.

9. REDUZA A COMPLEXIDADE
Para estilistas, ideias não faltam. Mas é preciso ter cautela: pense no caminho mais vantajoso, conciliando a criatividade com a execução. Sempre tenha em mente o financeiro em todas as etapas.

10. SEJA AUTÊNTICO
Atrele a sua marca aos seus valores. Defina o seu estilo e seja fiel a ele. Os clientes irão procurar sua oficina atraídos pelas suas
características. Quanto mais definidas estiverem, melhor.

25/01/2018 - 19:00

Conecte-se

Revista Manequim