Sete maneiras de usar a camisa branca

O item clássico, querido pelas famosas, pode ser usado de produções mais festivas até as mais despojadas, com peças de diferentes tecidos e texturas

Texto: Laís Rissato

Camisa branca | <i>Crédito: Raquel Cunha/TV Globo
Camisa branca | Crédito: Raquel Cunha/TV Globo

Peça curinga no guarda-roupa feminino, a camisa branca é clássica e fica bem com quase todos os estilos e tipos de corpo: Deixa o jeans destroyed mais arrumado, leva a bermuda de alfaiataria para a produção de trabalho e é a combinação perfeita para a saia mídi com cor ou corte diferenciado.  "Para que a peça ilumine ainda mais o seu rosto e visual, é interessante descobrir qual tom - entre o offwhite e o branco neve - combina com a sua tonalidade de pele", diz a consultora de moda Letícia Becker. Abaixo, ela comenta algumas combinações feitas pelas famosas.

1) MARIETA SEVERO

O modelo clássico, com o colarinho alto e estruturado, é ótimo para alongar o pescoço e, por conta disso, a silhueta. "Com os primeiros botões abertos, como esse usado pela atriz, o decote em V acentua a linha vertical no centro do corpo. Além disso, essa parte da pele à mostra ilumina o rosto.

2) ISABELLA FIORENTINO

Segundo Letícia, o look traz a leveza do tecido acetinado para suavizar o couro do macacão, tirando a composição do óbvio. "Como ela possui uma pele de alto contraste (cabelos e olhos escuros com a pela bem clara), a combinação preto e branco é sempre bem-vinda!", ressalta.

3) LEANDRA LEAL

Os botões fechados da camisa trazem o charme do estilo retrô, como escolheu Leandra Leal. Para quem curte acessórios maximalistas, inclua um colar de destaque na produção. 

4) MARIA EDUARDA CARVALHO

"A releitura do smoking usado pela atriz é pura sensualidade: calça justa, gravata e colarinhos abertos", afirma a consultra. Os acessórios bem femininos e o batom vermelho trazem feminilidade ao look. Se o clima permitir, não abra mão do paletó - ele é ótimo para alongar e afinar a silhueta.

 

5) MARIA FERNANDA CÂNDIDO

Uma das mulheres mais elegantes do Brasil, ela aproveitou a camisa branca para ampliar a região do tronco, chamando a atenção para a cintura marcada. Em conjunto com a saia rodada, destacou ainda mais o seu tipo de corpo, o ampulheta. Essa é uma ótima opção para mulheres que não possuem, mas querem desenhar uma cintura no corpo.

6) PHOEBE TONKIN

Esse modelo com mangas bufantes está super em alta: Oferece contemporaneidade e delicadeza ao look. O tecido transparente, mostrando o top preto, deixou esse modelo - que é mais fechado e recatado - com um ar jovial. Só tome cuidado se você tem o quadril mais largo que a medida dos seus ombros - biotipo triângulo -, pois as mangas bufantes posicionadas ao lado do quadril podem aumentar essa região. 

7) NAS PASSARELAS

A sobreposição de camisas com tops ou vestidos segue aparecendo nos principais desfiles e é uma aposta que vale investir. Para um resultado mais moderno, o bacana é usar modelos de camisa mais amplos e sem muitos detalhes (no estilo sem gênero). A peça de cima será responsável por ajustar a roupa ao corpo e deixar a produção mais feminina.

 

18/01/2018 - 14:25

Conecte-se

Revista Manequim