A festa de Samuel Cirnansck nas passarelas do SPFW

Mestre quando o assunto é bordados, o estilista apresentou ontem sua coleção verão 2016. Saiba mais

Texto: Greyce Alvarenga | Fotos: Márcio Madeira

samuel cirnansck | <i>Crédito: Márcio Madeira
samuel cirnansck | Crédito: Márcio Madeira
Samuel Cirnansck é um estilista que carrega a feminilidade no DNA de sua marca. No inicio de sua carreira, fazia um trabalho bem diferente do atual: camisetas. Mas em 1999, quando criou sua grife, descobriu que tinha vocação para vestidos, e daí começou o trabalho que conhecemos hoje. 


Ontem, antes do desfile começar, MANEQUIM entrou no backstage para conferir as peças de perto, sentir os tecidos e namorar um pouco os looks que seriam apresentados em poucos minutos. Mesmo pendurados em araras e com alguns últimos ajustes por fazer, era fácil perceber que o que aconteceria na passarela seria uma verdadeira festa. E motivos não faltavam: além de ser a edição de 20 anos do SPFW, Samuel comemora 15 anos de seu ateliê. 



Ainda por trás das cortinas, vimos a finalização da beleza do desfile: Celso Kamura caprichou na sombra escura esfumada e, nos lábios, apenas um gloss. O charme principal ficou por conta da pintinha colocada estrategicamente no canto da boca. Te lembra alguém? Pois é, com todo luxo e sensualidade apresentados, nós também achamos que Marilyn Monroe se renderia às produções do estilista. 


Ao entrar na sala de desfile, lustres enormes compunham o cenário e faziam um bom par com os looks vistos em primeira mão - tudo pra lá de luxuoso! Mas engana-se quem pensa que apenas as moças chegadas em brilho têm vez com estilista; apesar de ser sua  marca registrada, quem abriu o desfile foi a top Yasmin Brunet vestindo um macacão sequinho, todo preto. O look é quase básico, mas ganha bossa com o decote profundo e acessórios poderosos. 

Mas, como já era esperado, o look seguinte veio para abalar: muito brilho, pedrarias, cristais... tudo o que uma verdadeira musa dos anos 1920 tem direito. Inclusive, sua coleção inteira foi inspirada nesta época, mais precisamente no baile que Jack Nicholson  imagina durante o filme O Iluminado, de Stanley Kubrick. A referência explica as modelagens justas ao corpo e alongadas até, no mínimo, abaixo do joelho. 


Nos pés, as sandálias davam um ar moderno, até um pouco rock n'roll aos looks, pois possuiam várias tiras e correntes. O equilíbrio perfeito para finalizar as produções do show. 


17/04/2015 - 16:29

Conecte-se

Revista Manequim
Coleção CARAS