Brechó de grife e solidariedade te convida a vestir o bem

Próxima edição será dia 27 de maio na Vila Madalena, em São Paulo

Texto: Redação Manequim

Empresária cria brechó itinerante com renda revertida para o INCA | <i>Crédito: Divulgação
Empresária cria brechó itinerante com renda revertida para o INCA | Crédito: Divulgação
Mesmo com a rotina atribulada e vivendo de lá para cá no eixo São Paulo-Campinas, a empresária paulista Vanessa Lacreta di Anesia encontrou uma maneira de ajudar pessoas que precisam. Há três anos, criou um brechó itinerante sem fins lucrativos chamado Vestindo o Bem, cujas vendas são 100% revertidas para o INCA (Instituto Nacional de Câncer). Celebridades e anônimos contribuem doando peças de roupas, calçados e acessórios em bom estado, sendo alguns de grife. “Vida agitada não é desculpa para não retribuirmos o que o universo nos dá de bom”, afirma. 

O Vestindo o Bem é um convite para as pessoas desapegarem do que não usam mais, estimulando a sustentabilidade e uma vida melhor para todos.  A próxima edição acontecerá no dia 27 de maio, na Rua Madalena 243, das 11:00 às 18:00 horas, na Vila Madalena

O despertar de Vanessa para atividades voluntárias e beneficentes aconteceu quando a filha, Nathalia Lacreta, então com 13 anos, voltou de uma visita a uma creche no dia das crianças. Segundo a empresária, a filha chegou com lágrimas nos olhos dizendo que uma das crianças havia derrubado o sanduíche em uma poça d'água e voltou a comer, dizendo que não teria mais nada de alimento até o fim do dia. A filha, então, movimentou várias amigas na escola para vender sanduíches no intervalo das aulas e juntava o dinheiro da semana para ajudar quem precisava. Contagiada, Vanessa parava um dia por mês no trabalho e dedicava-se a ficar na creche, ajudando a dar banho, almoço e jantar para as crianças.
 
Até que surgiu o Vestindo o Bem! Uma maneira que a empresária encontrou para engajar mais pessoas nas causas sociais, sem distâncias que possam dificultar. “Neste ponto, a internet é maravilhosa. Recebemos doações de todos os lugares do Brasil. E quem não tem tempo, sente que está participando”, diz. Vanessa explica que todas as doações de roupas e acessórios são extremamente bem-vindas e passam por um critério de seleção. "Peças que estão em melhor estado são vendidas nos eventos. As outras também ganham um destino feliz por meio de doação direta a ONGs que precisam", conclui.

Acompanhe o Vestindo o Bem nas redes:
No Facebook: https://www.facebook.com/vestindoobem1
No Instagram: https://www.instagram.com/vestindoobem

Famosas como a cantora Thaeme Mariôto, a repórter Kika Martinez e a ex-BBB Ângela Munhoz já contribuíram com peças para o Vestindo o Bem.


18/05/2017 - 21:28

Conecte-se

Revista Manequim