Entre na onda das charmosas minibags

Hit dos anos 1960, o acessório volta para as passarelas - e para as ruas - como tendência da moda para atualizar seu look

Texto: Renata Marques, do blog Meninas de Salto Alto

O charme é extra nas minibags, que marcaram presença na temporada de desfiles do verão/2018 | <i>Crédito: Renata Marques
O charme é extra nas minibags, que marcaram presença na temporada de desfiles do verão/2018 | Crédito: Renata Marques

Há umas três temporadas de moda, as minibags começaram a aparecer com mais frequência nas passarelas. Mas não estamos falando de uma mini convencional: As bolsas em questão são as minúsculas, muitas vezes comportam um batom, o documento, um dinheirinho e talvez o celular.

Esse hit que marcou presença na temporada de verão/18 dos desfiles internacionais começaram a fazer sucesso no início dos anos 1960, quando as bolsas carteiras com padronagens e estampas mais descoladas receberam influências de movimentos artísticos como a Pop Art, além das estampas geométricas e do movimento hippie. Nessa época, os jovens começaram a se vestir com mais liberdade e as bolsas eram mais simples, despojadas e com tamanhos reduzidos. Foi só em meados de 1965, com o surgimento do ícone Jackie O. da Gucci, que as bolsas voltaram a “crescer”. Iniciava-se, então, um ciclo que parecia não ser muito favorável ás bolsas menores e, na nova onda, surgiram as bolsas a tira colo, depois as bolsa-sacolas, entre outros modelos, até chegarmos em 2014 , ano em que as mini bags voltaram a  reinar. Dessa vez, a cultura simples e descontraída foi substituída por bags luxuosas e de preços altos; As “petiticas” caíram nas graças das it-girls e viraram tendência absoluta.

Pelo que observo, estamos vivendo uma fase que será marcada na história da moda no quesito bolsa, pois não me lembro de ter estudado em nenhum lugar a aparição de mini bags tão minúsculas; elas chegam a ser confundidas com uma carteira, mas a diferença são as alças, que completam o visual. Essas pequeninas podem ser verdadeiras armas a favor de um look super fashion.

Abaixo, fiz uma seleção de bolsinhas lindas e charmosas para dar algumas dicas de como usá-las a seu favor.


Para começar, as it bags de marcas que amamos como Fendi e Chanel, já ganharam suas versões minúsculas e elas são sempre excelentes opções para deixar o visual power, né? A idéia central aqui é usar e abusar das alças mais longas, como se a bolsinha fosse parte do look.

*Se o look é escuro, é legal tentar o contrataste com uma bolsa mais clara. A mesma regra vale para para o inverso: roupas mais claras, contraste com as bolsas escuras. Elas são tão pequenininhas que precisam de um destaque.

*O mesmo vale para looks preto e branco: Tente contrastar com as bosas coloridas como a vermelha, amarela ou azul.  A idéia é colocar os holofotes na bolsa para que ela crie uma perfeita sintonia com a roupa
.

Outra forma de usar para deixar o visual super fashionista é misturar várias bolsinhas juntas. Eu particularmente adoro, fica muito legal! Você pode colocar a bolsa menor pendurada na maior como se fosse um chaveirinho mesmo. Essa foi a forma mais vista nas passarelas e também é a preferida das it girls.

Se você não gosta das bags minúsculas mas quer entrar na vibe bolsa menor, pode optar pelos modelos intermediários. Eles são atemporais e dá para levar tudo o que é necessário, como celular, documentos e etc. A dica de uso para ficar bem descolada é a mesma aplicada nas minis.


Aposto que se você se render a uma mini bag, não vai querer mais largar mais! É como se faltasse algo no corpo ou no look, e eu sou super adepta, adoro usar essas pequenas notáveis!


24/07/2017 - 12:34

Conecte-se

Revista Manequim