Maria Fernanda Cândido: clássica com estilo

Peças atemporais, bons tecidos e autoconhecimento são os tesouros fashion da atriz, no ar em A Força do Querer, da Globo. Vinte e sete anos após a primeira capa de sua carreira, aqui em MANEQUIM, ela volta para celebrar nosso aniversário de 58 anos e inspirar um visual que nunca sai de moda!

Texto: Laís Rissato

Maria Fernanda Cândido: clássica com estilo | <i>Crédito: Gustavo Arrais
Maria Fernanda Cândido: clássica com estilo | Crédito: Gustavo Arrais
Elegância e praticidade guiam o guarda-roupa de Maria Fernanda Cândido. Dona de uma atitude naturalmente chique, aos 43 anos ela não precisa de muito esforço para estar bem-vestida. “Desde que passei a entender o universo da moda, afinal comecei modelando, sempre prezei pelo conforto. Gosto de roupas atemporais e de qualidade, que duram anos, como uma jaqueta de couro e um bom blazer”, afirma, mostrando que o autoconhecimento é também uma fórmula de sucesso fashion.

Estilo que resiste 
Durante um hiato de dez anos longe das novelas para se dedicar aos filhos, Thomas, 11 anos, e Nicolas, 8, ela viveu duas mulheres igualmente refinadas nas séries As Brasileiras (2012), e Felizes para Sempre? (2015). Agora, no ar em A Força do Querer, ela dá vida a Joyce, uma socialite de personalidade forte e ultrapreocupada com a estética. O figurino, não à toa, é um dos mais comentados pelas telespectadoras. “Em comum, temos apenas a ligação forte com a família. Mas participei da escolha de roupas e acessórios porque eles falam por si. Eu, por exemplo, não uso salto, enquanto ela usa sempre, porque é um símbolo de força, assim como as unhas postiças vermelhas: são as garras que mostram o quanto ela é determinada e defende seus princípios”, explica a atriz. Mas, se é impossível não se encantar com o visual da personagem, Maria Fernanda aponta seus eleitos. “As roupas com caimento perfeito, o decote ombro a ombro e tecidos nobres”, revela.

Simples e chique 
Adepta da filosofia menos é mais, no dia a dia a bela opta por um efeito natural na maquiagem, assim como nos cabelos cacheados e volumosos, sua marca registrada. Para este ensaio especial, escolhemos peças que transitam entre o clássico e o atual, combinando com o estilo de Maria Fernanda, algo que acompanhamos de perto desde a primeira capa de sua carreira, para nossa edição de março de 1990, quando era modelo e tinha apenas 15 anos (relembre na pág. 19.) “Foi uma aposta ousada, à época para uma revista consagrada, porque eu era desconhecida, mas já tinha feições muito maduras”, lembra. De volta para celebrar este aniversário conosco ela mostra produções que resistem ao tempo e trazem elegância no ato.

04/09/2017 - 09:37

Conecte-se

Revista Manequim