Para denunciar assédio sexual em Holywood, estrelas vestem preto no Globo de Ouro; veja modelos

A campanha jogou luz nas recentes acusações de estupro contra o produtor Harvey Weinstein

Raquel Maldonado

Elas arrasaram no tapete vermelho com seus pretinhos nada básicos | <i>Crédito: Getty Images
Elas arrasaram no tapete vermelho com seus pretinhos nada básicos | Crédito: Getty Images

A premiação do Globo de Ouro, ocorrida na noite de ontem (7) em Los Angeles (EUA), ficou marcada pela presença em massa de atrizes vestindo preto em protesto às denúncias de assédio sexual em Hollywood e a favor da igualdade de gênero no ambiente de trabalho. Além da roupa, os discursos também focaram na força da mulher.

A apresentadora e atriz Oprah Winfrey, que recebeu o troféu Cecil B. DeMille pelo conjunto de sua obra, fez um discurso forte e emocionante sobre assédio e racismo. “Não sofremos abuso só na indústria do entretenimento. É um problema que transcende local de trabalho, raça, cultura. Quero prestar um tributo às mulheres que suportaram anos de abuso e violência. Elas, como minha mãe, tinham contas para pagar, filhos para alimentar e sonhos para correr atrás. São mulheres com nomes que nunca saberemos. São trabalhadoras domésticas, em fabricas, em restaurantes, no mundo da tecnologia, militares”, diz um trecho da apresentação.

Confira a seguir os modelos que cruzaram o tapete vermelho desta edição:

08/01/2018 - 11:30

Conecte-se

Revista Manequim