Dia Mundial de Combate ao Fumo: como o cigarro afeta a sua beleza

Mais que sinais da idade, pele sem brilho e manchas também indicam que o organismo não vai bem. Entenda como o vício pode estar minando o seu visual

Texto: Redação Manequim

O tabagismo é um dos principais vilões do envelhecimento | <i>Crédito: Foto: Dmytro Zinkevych/Shutterstock
O tabagismo é um dos principais vilões do envelhecimento | Crédito: Foto: Dmytro Zinkevych/Shutterstock

tabagismo é um dos principais vilões da saúde e, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os anos morrem cerca de 6 milhões de pessoas por doenças relacionadas ao consumo do tabaco. Há ainda o grande impacto ambiental e social. No dia a dia, o cigarro também influencia na autoestima da mulher, já que está intimamente ligado ao envelhecimento precoce. Alguns sinais visíveis na estética até parecem inofensivos diante de algumas doenças, mas, no fundo, sinalizam que algo não vai bem. Que organismo poderia estar em dia se a pele aparenta um tom acinzentado e sem rubor?

É que a nicotina, principal substância presente no cigarro, reduz a oxigenação da pele e desencadeia a destruição do colágeno e da elastina. “É aí que surgem os sinais de flacidez e as rugas mais profundas que tanto dão a aparência de um rosto envelhecido. A coloração irregular e manchas acastanhadas completam o time de consequências”, diz a dermatologista Marcia Linhares, do Rio de Janeiro.

Segundo Marcia, além de privar a pele de oxigênio e de vários nutrientes, as substâncias químicas presentes no cigarro e na fumaça desencadeiam a liberação de radicais livres no organismo, acelerando o envelhecimento celular.

“A contração muscular feita no ato de tragar cria linhas de expressão ao redor dos lábios. São os chamados e temidos ‘códigos de barra’”,  alerta a dermatologista Luciana de Abreu, da clínica Dr André Braz, no Rio de Janeiro.

“Com o hábito de fumar a pessoa pode observar escurecimento das olheiras e dentes escurecidos e amarelados. Além do rosto, a pele das mãos e dos dedos também se tornam mais opacas, sem brilho e amareladas”, completa Luciana.

A boa notícia é que a pessoa que se livra do vício sente os benefícios logo nos primeiros minutos. Segundo o Ministério da Saúde...

... Após 20 minutos sem fumar, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal;

...Após 2 horas não há mais nicotina no sangue;

...Após 8 horas o nível de oxigênio no sangue se normaliza;

...Após 2 dias sem fumar o cheiro e o sabor dos alimentos muda. Olfato percebe melhor os cheiros o paladar já degusta a comida melhor;

... Após 3 semanas a respiração fica mais fácil e a circulação melhora;

...Após 5 a 10 anos o risco de sofrer infarto pode ser comparado ao de pessoas que nunca fumaram.

 

31/05/2016 - 13:35

Conecte-se

Revista Manequim